Supremo proíbe trabalho de grávida em locais insalubres

222

Folha de S.Paulo destaca a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a qual considera inconstitucional exigir que gestantes e lactantes exerçam atividades insalubres. A Reforma Trabalhista, aprovada em 2017, permitia a execução das atividades em determinadas situações.

Segunda a sócia Manuela Tavares, a decisão não tem grande impacto na rotina das empresas, que já afastam funcionárias gestantes em funções com insalubridade para evitar judicialização.

Leia mais.